WEBMOTORS

abril 20, 2009

Supemotard elétrica começa a ser vendida!

super-motard1Combustíveis alternativos não-poluentes cada vez mais entram na pauta das montadoras. A busca interminável por menor emissão de poluentes ou virou quase que uma “obrigação” entre os fabricantes de automóveis e motocicletas. Entre os exemplos de veículos “verdes” temos carros movidos a hidrogênio, scooters elétricos e agora é a vez das supermotards. A americana Zero Motorcycles apresenta em sua gama de motocicletas – todas movidas por eletricidade – a primeira supermotard elétrica do mundo para rodar nas ruas: a Zero S.
xtz250x_2009_laranjaEncontre Motard no Buscapé

super-motard

Custando 9.950 Dólares à vista nos Estados Unidos, a novidade elétrica pode se tornar uma boa opção de locomoção urbana para os americanos. Para isso atributos não lhe faltam.

Andar na cidade com a Zero S será uma tarefa agradável. Logo explico. A potência de 31 cv e a incrível cifra de torque de 8,62 kgf.m são mais que suficientes para o ir-e-vir diário de uma motocicleta que pesa 102 quilos montada em um quadro de dupla trave de alumínio.

super-motard3

Para termos uma noção da força dessa moto elétrica a superesportiva Suzuki GSX-R 750 com seus 150 cv de potência gera 8,8 kgf.m de torque a 11.200 rpm. A tarefa de transmitir a força para a roda traseira é feita por corrente e o câmbio é do tipo sem embreagem e com uma única marcha.

A velocidade final divulgada pelo fabricante é de 60 milhas por hora, algo em torno dos 96 km/h. Para um veículo de proposta urbana os números estão mais que suficientes.

super-motard5

Garantindo a estabilidade da motard elétrica rodas raiadas de 16 polegadas calçadas em pneus de perfil esportivo estão presentes na Zero S. Estes são de medidas generosas: 110/70 – 16 na roda dianteira e 140/70 – 16 na traseira. Colaborando com os pneus as suspensões possuem receita tradicional de uma supermotard a gasolina, com garfo telescópico invertido na dianteira (203 mm de curso) e monoamortecedor na traseira (229 mm de curso).

super-motard4

Mantendo as energias

Uma das grandes desvantagens dos veículos elétricos é sua baixa autonomia. No caso da Zero S, isso não chega a ser um problema. Ela pode rodar quase 100 quilômetros. E, para recarregá-la, leva menos de quatro horas plugada na tomada de 110 ou 220 volts que a motard esteja pronta para mais um passeio. Sem poluir o meio ambiente.

super-motard6

super-motard2

Leia também:

Mal uso do pneu gasta mais combustível!
Sundown VBlade 250cc
Mustang completa 45 anos!
Velozes e furiosos 5 vai ser filmado no Brasil
Novo esportivo da McLaren é flagrado em testes!
Veja os ônibus dos times de futebol!
Motocicletas importadas tem preços subsidiados pela Honda
Novo Q7 é lançado pela audi
Insignia ganha versão esportiva
Traxx Shark 250
Golf VI é o Carro do Ano do Mundo!
Motos podem ser proibidas de circular entre as faixas em avenidas
Suzuki expande rede de concessionárias
Novo Fusion flagrado no Brasil
MINI Cooper cobra caro!
Conheça a motocicleta com maior capacidade cúbica do mundo!
Reajuste no preço da NXR Bros 2009
Carros pretos dominam as vendas
Nova Zafira

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: